segunda-feira, 26 de setembro de 2016

REGULAMENTO E EQUIPES DO CAMPEONATO DE FUTEBOL SOCIETY DA AAPS 2016




As partidas serão realizadas aos domingos pela manhã
NÚMERO DE ATLETAS
01 – A partida deve ser disputada por duas equipes compostas de 08 atletas em cada uma, onde um dos quais, obrigatoriamente, será o goleiro.
02 - Não é permitido o início da partida sem que as equipes tenham, no mínimo, 05 atletas no campo de jogo.
03 - Quando uma equipe, ou ambas, ficarem reduzida a 04 atletas, seja por qualquer motivo, a partida deverá ser encerrada imediatamente.
04 - Na súmula de jogo deve ser registrado o máximo de 16 atletas por equipe, podendo ser completada até o inicio do segundo tempo.
05 - As substituição são ilimitadas e volantes, não havendo necessidade de paralisação do jogo, sendo restritas aos atletas registrados em súmula.
06 - Quando do atendimento a qualquer atleta lesionado, este obrigatoriamente deverá deixar o campo de jogo, podendo ser substituído imediatamente, exceto o goleiro que poderá continuar no jogo, sem a obrigatoriedade de ser substituído. Em caso de sangramento ou lesão grave o atleta deve deixar o campo de jogo, podendo ser substituído imediatamente.
07 - cada atleta terá direito de jogar pelo menos 15 minutos.
UNIFORME DOS ATLETAS
01 - O uniforme dos atletas consiste de: camisa de meia manga ou longa, calção, meias de cano longo, caneleiras oficiais, tênis ou chuteira apropriados para a prática da modalidade, vetado o uso de chuteiras de birro, podendo utilizar equipamentos de proteção próprios ao esporte.
02 - O árbitro exigirá que o atleta ou membro da comissão técnica retire qualquer objeto que, a seu ver, possa causar danos a si ou aos demais, inclusive imagens ou textos que façam apologia contrária à moral do Esporte. Não sendo obedecido, impedirá sua participação.
TEMPO DE JOGO
01 - Cabe somente aos árbitros marcarem o tempo do jogo, será divididos em dois períodos iguais de 30 minutos, todos os jogos devem ter um intervalo de no máximo 10 minutos, Um pedido de tempo técnico por período pode ser solicitado pelas equipes, o capitão deve pedir a um dos árbitros e o técnico somente ao representante, a duração do tempo técnico é de 01 minuto sendo concedido na próxima paralisação da partida, que será acrescido ao término do período.
INFRAÇÕES TÉCNICAS
Ficam estabelecidos os seguintes cartões disciplinares e suas penalidades:

a) CARTÃO AMARELO – O atleta é advertido e deve deixar o campo de jogo pela zona de substituição, permanecer no banco de reservas, podendo retornar ou ser substituído após 02 minutos cronometrados de bola em jogo, quando for informado e receber autorização do árbitro, exceto quando for advertido por mão não bola, que poderá ser substituído imediatamente.

b) CARTÃO VERMELHO - O atleta é expulso e deve deixar o campo pela zona de substituição e não pode permanecer no banco de reservas, poderá ser substituído por outro atleta após 05 minutos.

ARREMESSO LATERAL

a) O executor, no momento do arremesso, deve estar fora e de frente para o campo, podendo ter parte dos pés sobre a linha.

b) O atleta deve usar ambas as mãos ou os pés. A bola estará em jogo assim que ultrapassar as linhas laterais do campo.

c) Caso a bola seja arremessada de forma irregular, deve ser concedida reversão em favor do adversário.

01 - O tempo máximo para a execução de um arremesso lateral deve ser de 05 segundos após autorização, caso ultrapasse este tempo, será concedido reversão em favor ao adversário.
02 - Os atletas adversários do executor do arremesso lateral, não podem se aproximar a menos de 5m da bola, até que esta esteja em jogo.

ARREMESSO DE META

O arremesso de meta deve ser executado pelo goleiro, obrigatoriamente com as mãos, de qualquer ponto de sua área de meta, sendo que a bola entra em jogo tão logo ultrapasse as linhas da área de meta.
O tempo máximo para execução de arremesso de meta é de 05 segundos, após autorização, caso ultrapasse este tempo, será concedido reversão de posse de bola em lateral, a favor do adversário, na direção da linha frontal da área.

TIRO DE CANTO


01 - O tempo máximo para execução do tiro de canto será de 05 segundos após autorização, caso ultrapasse este tempo, será concedido reversão em arremesso de meta a favor do adversário.
02 - Os atletas adversários do executor do arremesso não podem se aproximar a menos de 5m da bola, até que esta esteja em jogo.
03 - Havendo qualquer outra infração, o arremesso deve ser repetido

OFICIAIS DE ARBITRAGEM

Para todas as categorias, os responsáveis pelo controle da partida são dois Oficiais de Arbitragem. A principal responsabilidade cabe aos árbitros, os quais dirigem o jogo dentro do campo e são autoridades máximas da partida, tendo ambos os mesmos poderes.

DEVERES DOS ÁRBITROS

01 - Aplicar as regras e decidir quaisquer divergências oriundas da prática do Futebol  Society. Suas decisões em matéria de fato são finais, desde que se relacionem com o resultado da partida. Suas funções começam no momento de sua entrada no campo onde será realizada a partida e terminam com a entrega do seu relatório à entidade a que estiver vinculado.
02 - A partir da autorização para início do jogo, seu poder de penalização é extensivo às infrações cometidas mesmo quando temporariamente suspenso.
03 - Anotar todas as ocorrências da partida em seu relatório e fazer a entrega do mesmo a quem de direito, no prazo estabelecido, após a realização do jogo.
04 - Interromper o jogo em virtude de qualquer infração das regras. Suspender a partida por motivo de más condições atmosféricas, interferência de espectadores ou de qualquer outra causa que imponha tal medida, sempre que seu critério assim julgar conveniente. O tempo para reiniciar a partida, devido a intempéries ou outras paralisações, será de 30 minutos no máximo, neste caso, deve relatar o ocorrido com precisão, observando o prazo estipulado para a entrega do mesmo a quem de direito.

2.2 - Será aplicada a seguinte pontuação:
I - Vitória – 03 pontos
II - Empate – 01 ponto
III - Derrota – 00 ponto


Quando ocorrer uma vitória por WO, além de 3 (três) pontos ganhos, será aplicado o placar de 1x0 a favor do vencedor.

A equipe que perder por wo será eliminada do campeonato

Mudança justificada da data de jogos deve ser comunicada 48 hs de antecedência e deve haver aceitação da equipe adversária da mudança.

3 - DA DISCIPLINA

3.1 - O atleta que for expulso de um jogo estará automaticamente suspenso da partida seguinte.

3.2 - O atleta que for expulso por ameaça ou agressão ao adversário, juiz, diretor, colega de equipe e/ou torcedor, será eliminado do campeonato e ainda estará sujeito a severas sanções disciplinares, de acordo com a avaliação e decisão da Comissão Organizadora.

3.3 - A contagem de cartões (vermelho e amarelo) será feita durante todas as fases. Os cartões amarelos recebidos na fase Classificatória serão somados (acumulados), porém ao iniciar as fase semifinal e final os cartões amarelos recebidos na fase classificatória serão “zerados” iniciando nova contagem de cartões, exceto os recebidos na partida final de cada fase, onde atleta deverá cumprir penalidade.

3.4 - Ficarão instituídas as seguintes penalidades para infrações disciplinares por parte de atletas, técnicos e pessoa registrada na equipe: Quantidade cartões para suspensão: 03 Amarelos 01 jogo, 01 Vermelho 01 jogo

4 - DAS PUNIÇÔES

4.1 - A equipe que utilizar atleta em situação irregular em qualquer partida estará sujeita às seguintes punições:
I - Perda automática dos 3 (três) pontos da partida, em favor da equipe adversária, caso a equipe infratora tenha vencido ou empatado a partida com atleta em situação irregular, sendo aplicado o placar de 1x0 a favor da equipe ganhadora dos pontos da partida;

4.2 - Será considerado atleta em situação irregular:
I - Atleta que atuar quando sujeito ao cumprimento de suspensão automática por força de cartões amarelos e/ou vermelho.
II - Atleta que atuar quando sujeito ao cumprimento de suspensão aplicada pela Comissão Organizadora.
III - Atleta que atuar após ter sido eliminado da competição.
IV - Atleta não inscrito.
V- As equipes terão até a segunda rodada para inscreverem atletas ou substituir atletas já inscritos e que não tenham jogado;

5 - DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE

5.1 - Em caso de empate por pontos na classificação final da 1º fase, entre duas ou mais equipes, serão adotados os seguintes critérios classificatórios a próxima fase, na seguinte ordem obrigatória:
I - Maior número de vitórias.
II - Maior saldo de gols.
III - Maior número de gols pró.
IV - Confronto direto (apenas em caso de empate entre duas equipes).
V- Menor número da cartões amarelos e se persistir empate verificamos menor número de vermelhos.
V - Sorteio que será realizado logo após o empate, na presença dos representantes das equipes envolvidas.


Equipes


A
B
C
D
E
JAIR
DEL GORDO
PEZÃO
BINHO CRUZEIRO
GUIO DE TOTE
SARGENTO
JAIRO
JORGE
NILSON
CARLOS
NENGO
SEINHO
MACIO
ADAILTON
NINHO
MANGABA
VAL
MIKSON
BINHO
GESSE
NATHAN
WELLINGTON
MARCIO JR
KAIQUE
KAINAN
TOINHO
FELIPE ARAUJO
NALDO TATOO
TONHO
DEL MAGRO
EMANOEL
DOUGLAS
ANDERSON
EDUARDO
JAIR JR
FILIPE MOTA
WESCLEY
DANIEL
MARCOS
CRISTIANO
BENE
LAERTH
ALEX
NETO
VANDINHO
DANGA
TITO FARMACIA
EDMILSON
DAL
FELIPE BATISTA
CATINHA
GILTON
MOISÉS
ADSON
ADAGILSON
BOB
KEKEU
VICENTE
RONY
LÉO
RUY
RO
RAPHAEL
COELHO
BATE FACIL
FOFO
LUCIANO
HEIDER
ELVIS
EMERSON
AVELAR
POLLY
JACKSON
JUNIOR
JERRY
LAERCIO GOLEIRO
NEGO GOLEIRO
RENAN GOLEIRO
ANGELO GOLEIRO
SOCO GOLEIRO



quinta-feira, 25 de agosto de 2016

CAMPEONATO DA AAPS 2016

Uma reunião que será marcada irá definir o campeonato da AAPS 2016
aguardem informações futuras




terça-feira, 1 de março de 2016

Próximos jogos 4ª rodada 06/03




Jogo 16:                           COPO       x      SANTA CRUZ
Local: Barrocão (Barrocas)

Jogo 17:                       SANTA         x     TEOFILÂNDIA
Local: Santa
Jogo 18:                       ACEC           x        CSU
Local: Kelezão
Jogo 19:                    BIRITINGA      x      LAGOA DE FORA 
Local: Moreirão
Jogo 20:                     SUCAM         x        BRV
Local: Funasão

Folga a equipe do Santa Fé.

Campeonato Masters de Serrinha 2016

Santa perde para o Copo diante do seu torcedor


Após muita polêmica entre os dirigentes e total apoio da comunidade ao time, a equipe da Santa recebeu a visita do tradicional time do Copo de Barrocas e perdeu de virada, com o a torcida a seu favor o time treinado pelo técnico Juninho saiu na frente do placar aos 24 minutos do primeiro tempo com um gol de penalti do ala esquerda Rose, porém três minutos mais tarde o atacante Marrom fez seu primeiro gol na competição, empatando o jogo para o visitante. Com o campo um pouco acanhado prevaleceu a marcação e o espaço para trabalhar a bola era pouco, mas foi num lance de bola parada que Tayrone após cobrança de falta e falha do goleiro Robinho virou a partida em favor do Copo, que soube administrar o resultado até o final da partida garantindo a segunda vitória consecutiva do copo fora de casa se isolando na liderança do grupo B.

                                          Ficha técnica da partida

Jogo 15:         SANTA FÉ         01 x 02    COPO
Arb. Central:  Heber Oliveira
Assistente 1: Antonio Marcos Santos
Assistente 2:  Magno Mota de Santana
Cartão amarelo: Zorea (Santa)
Destaques: Rose, Genildo e Amaral(Santa), Joel, Ivomário e Sutelo(Copo)
SANTA: Robinho, Zé Baixinho(Valmir), Amaral, Ita e Rose; Zorea(Negão), Vanvan(Joel), Genildo e Gérson(Juraci); Eládio e Magrão(Bastinho). 
Técnico: Juninho 
COPO: Eliseu, Gal(Fernando), Rubem, Joel e Sutelo(Marlon); Pigo, Ivomário,Dé(Edmário) e Thia(Tayrone); Abel(Nego Sete) e Marrom(Xuxa)
Técnico: Gaúcho

Santa Fé perde para Teofilândia



Em uma manhã excelente para a prática do futebol, os torcedores da equipe do Santa Fé não tiveram muito o que comemorar pois viram sua equipe perder sua primeira partida na Master League, o que foi pior ,dentro de casa e pelo placar de 3x0 para Teofilândia que havia perdido as duas partidas que disputou justamente em seus domínios para as equipes do Santa Cruz e Copo respectivamente. Agora a equipe comandada por Silvano vai folgar no próximo domingo e enfrentar o Copo brigando pelo direito a classificação.

Arquivo Master League

                                             Ficha técnica da partida

Jogo 14:         SANTA FÉ         00 x 03   TEOFILÂNDIA
Arb. Central:  Klebson Andrade
Assistente 1: 
Assistente 2:  
Cartão amarelo: 
Destaques: 
SANTA FÉ:
TEOFILÂNDIA: 

              "A súmula ainda não foi entregue, ficha técnica incompleta"

Sucam perde em casa e se complica na tabela

Com três derrotas em três jogos, a equipe da Sucam se complica na busca da vaga á próxima fase da Master League, sob o comando do experiente Garrinchão, os atletas do Funasão não conseguiram fazer dever de casa e perderam pelo placar de 2x0 para Biritinga que vêm demonstrando sua força na competição. Na primeira etapa o time da casa tentou envolver seu adversário e buscar o resultado positivo, mas a equipe visitante estava cautelosa e bem postada sabendo segurar os ataques do seu oponente e tocando a bola para abrir espaço na defesa local. Na etapa final Moreirinha, um dos destaques de Biritinga balançou as redes em duas oportunidades, a primeira após a marcação de um penalti assinalado pelo central William Ferraz aos 10 minutos, e aos 14 decretou o placar final em sue favor, dando a sua equipe a liderança do grupo A com 7 pontos ganhos.



                                                       Ficha técnica da partida

Jogo 13:                          SUCAM    00 x 02   BIRITINGA
Gols: Moreirinha aos 10 e 19 min 2ºt (BIRITINGA)
Arb. Central:  William Ferraz
Assistente 1: Edson Oliveira
Assistente 2:  Renan Santos
Cartão amarelo: Nenhum cartão registrado
Destaques:Tiririca,Demir e Ivanilson (Sucam), Playboy, Moreirinha e Pedrão(Biritinga)
SUCAM: Mudo,Silvinho(Barriguinha), Ló, Demir e Jú(Ruy); Tiririca(Xuxu), Almir,  Ninho(Betinho) e Vandinho(Nem Marques); Pisica e Ivanilson(Tony)
Técnico: Garrinchão
BIRITINGA: Paulo,Gervásio(Peu), Railton, Tequinho e Minininho; Josélio(Camelo), Playboy,Negão(Renê) e Gil de Gode(Galego); Pedrão e Moreirinha.
Técnico: Regivaldo (Buriti)






Csu vence a Lagoa de Fora em casa



Com uma campanha surpreendente após vencer os dois primeiros jogos, a equipe da Lagoa de Fora perdeu para O CSU fora de seus domínios, com um futebol forte na marcação a equipe visitante se decuidou apenas uma vez , e foi o bastante para a equipe da casa que abriu o placar aos 19 minutos do primeiro tempo através do atacante Catinha. Após o gol o equilíbrio entre as equipes prevaleceu com marcação e contra ataque de ambos os lados, mesmo com as modificações dos treinadores o placar permaneceu em favor do CSU até o apito final do Arbitro Luciano Dantas.

                                                       Ficha técnica da partida

Jogo 12:                       CSU      01 x 00   LAGOA DE FORA
Gols:  Catinha a 19min do 1ºt (CSU)
Arb. Central: Luciano Dantas
Assistente 1: Marcos Vinicius
Assistente 2: Sardinha
Cartão amarelo: Rick, Cezinha e Fabinho (CSU), Everaldo e Evaldo  (L. FORA)
Destaques: Louro Peixe, Cezinha e Catinha (CSU), Talino, Val e Quaresma(L.FORA)
CSU: Fabinho, Neto, Bio(Gene), Louro Peixe e Bebeto; Cezinha(Sinho),Bizouro(Esso), Rick(Gene) e Gó(JúniorSkol); Katinha e Jerry
Técnico: Zé Louro 
LAGOA DE FORA: Pardal, Ivan, Talino, Léo(Alcides) e Val Caseb ; Quaresma(Rivelo),Gil, Zezé(Gika) e Lú; Evaldo(Dominguinhos) e Everaldo(Robertinho).
Técnico: Boé